Soul Fighter

4 estilos kung fu

Uma das artes marciais mais antigas, o Kung Fu se caracteriza por seu estilo flexível e suave. Conhecido como uma arte de defesa pessoal altamente eficiente, ele se aperfeiçoou durante os anos através da observação do comportamento e movimentos dos animais, principalmente a forma com que estes atacam e defendem.

Cada animal usado como "espelho" retrata um estilo da arte marcial, mas eles também podem ser divididos em dois grandes grupos: os estilos do Norte e os estilos do Sul, divididos pelo rio Chinês Yangtze. A região Sul - de onde se originou o Karatê - se caracterizou por seus golpes diretos e fortes, efetuados principalmente pelos membros inferiores e executados em posturas mais duras. Já os estilos do Norte - de onde se originou o Tai Chi Chuan - se caracterizam por maior fluidez e movimentos acrobáticos, principalmente pelos membros superiores.

Embora desde sua origem muitos estilos do Kung Fu tenham ficado perdidos no tempo, a representação de animais continua sendo utilizada em estilos da arte marcial moderna, sendo os mais conhecidos:

 

O Tigre

Tendo como base a simplicidade, força e objetividade, o praticante do estilo Tigre aprende a reconhecer a fraqueza de seus adversários e, em seguida, agir com rapidez para atacá-la no núcleo. Sua técnica se caracteriza por endurecer o corpo sem perder a agilidade, para ser capaz de desviar do seu inimigo, e projetar golpes em linha reta, usando socos sólidos e precisos e poucos chutes.

Uma das grandes lições que seus praticantes aprendem é que, embora o Tigre seja um animal agressivo, ele não ataca gratuitamente. Ele guarda toda sua energia e técnicas para serem usadas em sua totalidade e apenas quando são realmente necessárias, quando sua vida está em risco.

 

O Leopardo

Diferente do Tigre, os praticantes do estilo Leopardo não se baseiam na força de seus golpes, mas na velocidade e precisão. Eles são instigados constantemente a atacarem com os punhos da maneira mais rápida e veloz, porém com o mínimo de riscos. Com foco em estratégias de bater-e-correr e se utilizando de técnicas que confundem a mente e desestabiliza o adversário, o estilo tem movimentos não ortodoxos, ritmo quebrado e técnicas rápidas.

Qualquer estudante do estilo precisa treinar para desenvolver 3 principais pontos: os músculos externos, para evitar desgastes do corpo por conta dos movimentos rápidos, a paciência, para esperar pelo momento certo de atacar ou defender, e a agilidade, que exige bastante explosão muscular dos praticantes. Suas defesas são caracterizadas por utilizar a força do adversário contra ele mesmo, desencorajando-o a realizar novos ataques.

 festas e eventos em casa

A Garça

Com movimentos harmônicos e graciosos praticantes do estilo da Garça tendem a serem especialistas em defesas e contra-ataques. Se utilizando de paciência e evasão, a Garça dificilmente toma a iniciativa durante o combate, ela permite que seu adversário avance para que aja um ataque a partir do próprio ataque do oponente.

Mais indicado para pessoas que não têm grande força física ou que não gostam de combates agressivos. Devido a força limitada, a estratégia de combate do estilo é baseado em defesas, bloqueios, esquivas, sempre visando oportunidades de contra-atacar.

 

A Serpente

Contando com movimentos que exigem bastante flexibilidade, força e velocidade, o objetivo do praticante é atacar pontos vitais do seu adversário, como olhos, garganta e abdômen, além de articulações do corpo. Assim como a Garça, a Serpente é um estilo indicado para pessoas sem muita força física, já que seus movimentos e golpes partem do princípio de deixar o oponente perdido, diminuindo sua auto estima e, em seguida, capturá-los e prendê-los com seus golpes. Ele requer bastante atenção, precisão e habilidade por parte dos praticantes e é indicado para retomar o controle da situação.

As mãos dos lutadores desse estilo fazem movimentos alternados, com movimentos giratórios e velozes "espelhando" a cabeça de uma serpente para confundir o adversário. A postura costuma ser baixa, com os membros inferiores do corpo bastantes firmes no solo e sempre prontos para avançar, recuar ou até mesmo saltar rapidamente quando necessário.

4 estilos kung fu

Foto: Divulgação

Deixe um comentário